Representantes | FAQ | Contacte-nos |
  • USA/Canada
  • América del Sur
  • Australia
  • Brasil
  • 中文
  • Deutschland
  • España
  • France
  • Italia
  • Magyarország
  • Middle East
  • Portugal
  • Русский
  • South Africa
  • Türkiye


Produção de arroz

Produção de arroz

Produzir arroz com pivôs centrais e sistemas lineares

 

Chegou a hora da mudança. Tradicionalmente, os agricultores utilizam a rega por alagamento para produzir arroz, um método que requer uma quantidade de água muito elevada. Embora esta prática tenha sido bem-sucedida durante séculos, os produtores estão constantemente à procura de novas formas para aumentarem o lucro na produção agrícola.

Em 2007, iniciámos o nosso programa dedicado ao arroz. Pesquisas realizadas pela Valmont® Irrigation em conjunto com diversos parceiros focaram-se em dois grupos distintos de agricultores à procura de uma produção de arroz mais rentável, através da utilização de pivôs centrais e sistemas lineares: (1) produtores de arroz tradicionais que querem reduzir o consumo de água e os custos do alagamento e (2) produtores de arroz iniciantes que procuram uma colheita rotacional rentável que possa ser produzida num campo de arroz não tradicional.

Reunimos aqui as vantagens, investigação, e outras informações para ajudar na transição para uma produção de arroz mais eficiente e rentável.

Vantagens para os produtores tradicionais 

  • Não é necessário um nivelamento exato nem diques
  • O consumo de água é reduzido pois esta só é utilizada quando necessário
  • Os campos secos possibilitam uma colheita fácil e limpa
  • Aplicação de químicos e fertilizantes com precisão através do pivô central ou sistema linear
  • Aumento do potencial de lucro em comparação com o arroz produzido por alagamento


Vantagens para os produtores não tradicionais

  • Preparação mínima do campo
  • Não é necessária a dispendiosa aplicação aérea de fertilizantes nem de químicos
  • Possibilidade de produzir arroz em terras não adequadas à rega por alagamento tradicional
  • O arroz pode ser acrescentado à rotação de colheitas
  • Potencial superior de lucro face às outras culturas


Vantagens para a sociedade

  • A rega com pivô central e sistema linear só requer uma preparação mínima do solo, o que é benéfico para o solo
  • Diminuição dos níveis da emissão de gases de efeito estufa
  • Redução do consumo de água
  • Diminuição da lixiviação de fertilizantes e químicos
  • Maior quantidade de alimentos produzida com menos recursos


Retorno do investimento 

Poupança no custo médio quando é produzido arroz com pivô central



A identificação das características do arroz é uma parte importante do processo de produção da Valmont Irrigation para a cultura de arroz com recurso à rega mecanizada.

A correta seleção do arroz, variedade ou híbrido, é um passo crítico para maximizar o potencial com a rega mecanizada. Até agora, centramo-nos em híbridos de grão longo e algumas variedades aromáticas. A RiceTec, o Delta Research Center da Universidade do Missouri, o EMBRAPA e o IRGA estão a desenvolver investigações relativamente ao desempenho do arroz de variedade e híbrido perante a rega mecanizada.  

Os investigadores sugerem que os produtores procuram obter as seguintes características no arroz:

  • Resistência a doenças (especialmente queimadura do arroz)
  • Boa capacidade de afilhamento
  • Sistema radicular resistente

Outras características importantes incluem:

  • Qualidade moageira
  • Potencial de rentabilidade
  • Classificação de resistência/acamamento

É muito importante completar as necessidades nutricionais das culturas durante o processo de produção de arroz sob rega mecanizada, desenvolvida pela Valmont Irrigation. 

É recomendável recolher e testar periodicamente amostras do solo para determinar as necessidades nutricionais da cultura. Uma vez que a rega mecanizada minimiza o potencial de escorrimento e/ou lixiviação, é superior aos métodos tradicionais de gestão do arroz. Dispõe da possibilidade de fornecer insumos de cultivo (secos ou líquidos) através de um pivô central ou sistema linear, poupando nas despesas de rega fertilizante aérea. Quando necessário, costuma aplicar-se fósforo e potássio no solo antes de iniciar a plantação.  

A investigação atual centra-se em completar as necessidades de nitrogénio das culturas através de um pivô central ou sistema linear. Utilizando a rega mecanizada, o nitrogénio pode ser aplicado frequentemente para alcançar a eficiência máxima de utilização. 

Pesquisa

A equipa do Dr. Gene Stevens do Delta Research Center da Universidade do Missouri conduziu a maior parte da investigação relativa às necessidades nutricionais da cultura de arroz de qualquer parceiro Valley . Para ler mais sobre as conclusões do Dr. Stevens relativamente à utilização de nitrogénio com arroz sujeito a rega mecanizada, clique aqui.

Gestão de rega

A gestão da rega é um fator essencial no processo de produção de arroz Valmont Irrigation. Estamos a realizar uma investigação  para desenvolver uma solução comercialmente viável. Estão a ser considerados teste em parcelas de campo e à escala do campo.  

Até que ponto a gestão da rega mecanizada é diferente da rega por alagamento? 

  • Com um pivô ou sistema linear, os produtores apenas têm de satisfazer as necessidades de água das culturas. O objetivo principal do alagamento no campo é o controlo das ervas daninhas.
  • Uma vez que a rega tem uma precisão mecanizada, os produtores alcançam a uniformidade máxima no campo.

Até que ponto a gestão da rega mecanizada para o arroz é diferente da rega de culturas em linha típica?

  • Os produtores têm de gerir de forma diferente devido ao sistema radicular superficial do arroz, que requer aplicações mais leves e frequentes.

Métodos de programação da rega

  • Método do balanço hidrológico: medir e observar a humidade do solo e a evapotranspiração (ET) e tomar uma decisão de rega com base na quantidade de água necessária para satisfazer a ET
  • Modelo de programação: IrriSimple (Brasil), IrriExcel (Arkansas, EUA)
  • Monitorizar a humidade do solo: Watermarks da Irrometer, método de toque, etc.
  • Combinação do acima indicado
  • Os métodos de programação da rega utilizados baseiam-se nas preferências pessoais.

Soluções para os sulcos das rodas

As soluções para os sulcos das rodas fazem parte do processo de produção Valmont Irrigation para cultivar arroz sob rega mecanizada. As questões relacionadas com os sulcos das rodas não podem ser totalmente solucionadas com apenas hardware ou gestão; requerem uma combinação das duas. Uma solução correta depende da textura do solo e da topografia do campo. A Valmont Irrigation pode fornecer recomendações para uma situação específica. 

Hardware

  • Unidade de propulsão:

    • Tamanhos dos pneus, tais como 14,9 x 24, 18,4 x 26, etc.
    • Opções de flutuação, tais como o conjunto propulsor de 3 rodas Valley, conjunto propulsor de lagartas, etc.
  • Pacote de aspersor:

    • Pacote adequado com base nas condições climáticas e do solo, práticas de preparação do solo e topografia
    • Deve ser dada especial consideração às opções de sulcos de rodas secos, tais como pulverizadores de 180 graus na unidade de propulsão, boom backs, etc.

Gestão

  • É essencial equilibrar as necessidades de água da cultura com sulcos de rodas secos entre aplicações

    • Muitas vezes, as aplicações mais leves e mais frequentes cumprem este objetivo
  • A Valley Irrigation recomenda a utilização de algum programa para a programação da rega
  • A água deve ser aplicada de modo a que o perfil do solo não esteja totalmente saturado, permitindo assim o escorrimento

Perguntas mais frequentes 

Durante mais de 20 anos, vários produtores em todo o mundo tentaram produzir arroz utilizando pivôs centrais e sistemas lineares. No entanto, o retorno líquido do campo não correspondeu às expectativas. A Valmont Irrigation realizou uma investigação aprofundada para identificar e desenvolver diretrizes de produção para ajudar os produtores a alcançar as suas expectativas económicas e oferecer uma opção segura, eficiente e que permita poupanças para a cultura do arroz com recurso à rega mecanizada.

Sobre o projeto

O que está a Valmont Irrigation a fazer para apoiar a cultura do arroz sob rega mecânica? 

 Em 2008, foi criada uma equipa de profissionais dedicados. A equipa realizou uma investigação, vários testes ao nível mundial e estudos à escala do campo; forneceu informações técnicas aos produtores e desenvolveu materiais de formação e marketing, tais como o Guia de produção de arroz Valmont Irrigation (Valmont Irrigation Rice Production Guide).

Gestão e rega mecanizada

O que é um pivô central? 
Um pivô central é uma máquina de rega mecanizada de precisão que rega o campo em círculo. Os vãos de um pivô central rodam em torno de um ponto pivô central. A Valmont Industries fabricou a primeira máquina de rega com pivô central da indústria em 1954. A utilização de um pivô central pode resultar na redução dos custos de funcionamento, no rápido retorno do investimento inicial e na conservação de recursos. 

O que é um sistema linear? 
Um sistema linear é semelhante a um pivô central, com a diferença que se desloca para cima e para baixo no campo; é perfeito para campos quadrados ou retangulares. Os sistemas lineares podem alcançar até 98% de cobertura do campo e utilizar água de um canal/fosso ou tubagem. Um sistema linear não roda em torno de um pivô central, em vez disso, são fixos vãos a um carro móvel. 

Quanta água será necessária para um pivô central fornecer a quantidade de água necessária para a produção de arroz? 
Nos campos de arroz Valmont Irrigation , registaram-se consistentemente poupanças de água de 50% ou mais relativamente à rega por alagamento tradicional. A quantidade real de água necessária depende das condições climáticas e do solo do campo.

Não conheço bem a gestão e programação da rega para pivôs, apenas conheço a rega por alagamento.  Como devo gerir e programar a rega?
A gestão e programação da rega são bastante semelhantes à gestão de pivôs centrais ou sistemas lineares noutras culturas de cereais ou em linha. A Valmont Irrigation, em conjunto com universidades e grupos de investigação, tem utilizado vários métodos para desenvolver diretrizes. Os métodos incluem a sonda do solo manual, sensores de humidade do solo e modelos computorizados.

O que faço relativamente a cantos e outras áreas do campo que não seja possível regar com um pivô central?
A Valmont Irrigation oferece várias soluções para maximizar a área de produção de arroz em qualquer campo, tais como pivôs rebocáveis, Corners e sistemas lineares.

Se é normal realizar mais rotações para regar o arroz, existem mais requisitos de manutenção?
À semelhança de qualquer equipamento agrícola, é necessário proceder à manutenção. Os pivôs centrais e os sistemas lineares foram concebidos para serem utilizados de forma económica durante 20 000 horas ou mais. A maior parte da manutenção baseia-se no tempo mensal ou anual em vez das horas de funcionamento.

Até que período da época o arroz precisa de ser regado com pivôs centrais?
Esta área está a ser alvo de mais estudo. É provável que se aplique água através do pivô central ou sistema linear até mais tarde na época do que se faria por alagamento, mas isso deve-se ao facto de um campo de arroz sujeito a alagamento poder demorar entre duas a três semanas a drenar. Mesmo com estas aplicações adicionais de água, é possível registar poupanças de água de 50% relativamente à bombeada num campo regado por escorrimento. As conclusões dos testes realizados em 2009 indicam que é necessário ter em conta a fase de crescimento da cultura e o tipo de solo para determinar quando se deve parar de aplicar água.

Variedades de arroz e híbridos

Poderei cultivar as variedades de arroz que já conheço com os pivôs centrais e sistemas lineares? 
Sim, mas nada o impede de considerar também outras opções. As variedades que utilizar na rega por alagamento podem ser utilizadas com os pivôs centrais, mas algumas adaptam-se aos diferentes ambientes de cultivo melhores do que outras, apresentando um potencial de retorno económico superior. Há algumas características específicas da semente que se procuram para escolher o que cultivar em rega mecanizada, entre as quais se encontram a boa capacidade de afilhamento e a resistência a doenças como a queimadura do arroz.

Posso cultivar arroz dois anos seguidos? 
Pode cultivar arroz a seguir a arroz, no entanto, a rotação de culturas é aconselhável, à semelhança de qualquer outra cultura. O sistema monocultura (arroz após arroz, grãos de soja após grãos de soja) impõe vários fatores que limitam uma maior produtividade. No caso do arroz, observam-se reduções significativas na produção após o terceiro ano consecutivo de cultivo de arroz.

Posso obter a mesma produtividade e os mesmos rendimentos se cultivar arroz sob pivôs centrais? 
Com os avanços atuais da tecnologia de cultivo, não há motivos para pensar que não pode obter a mesma produtividade de arroz sob pivôs centrais e sistemas lineares que se pode obter com a rega por escorrimento. No entanto, é possível que se verifique uma ligeira queda da produtividade nos dois primeiros anos de utilização da rega mecanizada. Isto deve-se sobretudo à necessidade de ajuste a um novo sistema de cultivo. Apesar da queda da produtividade, é possível que a rentabilidade seja maior do que com a rega por alagamento graças aos custos de produção gerais inferiores.

Pragas e doenças

Terei mais ou menos problemas de arroz vermelho se produzir arroz sob rega mecanizada? 
Após dois ou três anos de cultivo de arroz sob pivôs centrais ou sistemas lineares e de utilização de um programa de rotação de culturas e não preparação do solo, é provável que observe reduções nos campos de arroz anteriormente infestados.

Quais são as principais preocupações relativamente a pragas e doenças no cultivo de arroz sob pivôs centrais e sistemas lineares? 

As pragas mais recorrentes no arroz sujeito a rega por alagamento também podem ser problemáticas nos campos sujeitos a rega mecanizada. Nas experiências realizadas no Brasil, nos EUA e no Paquistão, não se verificaram diferenças de pragas entre arroz sujeito a rega por alagamento e por pivô central. No entanto, há algumas doenças que requerem atenção, como a queimadura do arroz, as manchas castanhas e míldio. De um modo geral, existe um maior potencial para o desenvolvimento da queimadura do arroz num campo sujeito a rega mecanizada e menos potencial para o desenvolvimento de míldio. A experiência no campo revelou que a prevalência da mancha castanha é praticamente igual. Escolher a semente correta com resistência, bem como estar preparado para uma aplicação preventiva de fungicida na altura certa contribuirão muito para a gestão das doenças.

As aplicações de água mais ligeiras e frequentes promovem o aparecimento de mais doenças?

O objetivo do programa dedicado ao arroz da Valmont Irrigation consiste em tentar assegurar que a folhagem da cultura tem possibilidade de secar entre aplicações, incluindo a superfície do solo. O microclima no arroz pode ser menos húmido quando se utiliza a rega mecanizada em vez da rega por alagamento.

Costumo proceder ao alagamento do campo sobretudo para controlar as ervas daninhas. Será que o problema das ervas daninhas não irá piorar se cultivar o arroz com recurso a um pivô central ou sistema linear? 
A rega por alagamento destina-se a controlar muitas espécies de ervas daninhas. No entanto, algumas ervas daninhas propagam-se em ambientes alagados, como por exemplo o arroz vermelho. Com a rega mecanizada podem observar-se mais espécies de ervas daninhas devido à ausência de água parada, mas a gravidade da infestação pode ser reduzida através da gestão correta e, na maior parte dos casos, a gestão é bastante semelhante à que é realizada na rega por alagamento.

O seu revendedor Valley® local

O revendedor Valley® local pode aconselhá-lo melhor do que ninguém sobre qual o pivô central ou sistema linear que melhor se adequa à sua exploração de arroz. Encontre o seu revendedor ainda hoje!